Translation

Blogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks
Powered By google

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Hiponametria - Porque hidratar não apenas beber água.








Como é satisfatória a sensação de saciar a sede...
Quase um trava línguas, não é?
Mas você compreendeu o que disse: - em um dia de muito calor, durante a prática de exercícios ou apenas para refrescar, nada melhor que um "delicioso gole de água..."

Mas espera aí... Água não tem gosto, então o "saboroso" vem de onde?
 Hidratar possui duas definições: 
 - Combinar(-se) com os elementos da água, converter(-se) em hidrato. /  - Impregnar(-se) de água. 
  Já Hidrato é um termo usado na química inorgânica e orgânica para indicar que uma substância contém água, sendo seu oposto um Anidro - termo geral utilizado para designar uma substância de qualquer natureza que não contém, de maneira parcial ou integral, água na sua composição.

Entendida esta parte... o que é a Hiponatremia?

  Antes de 1981 o termo hiponatremia era totalmente desconhecido, sendo os atletas orientados a não ingerirem líquidos durante os exercícios, o que poderia resultar em desidratação e em hiponatremia. Após 1981 passou-se a recomendar para os atletas uma alta ingestão de líquidos durante exercícios de resistência. Foi difundida neste período a frase, drink as much as possible (beber tanto quanto possível). Entretanto, houve um aumento no número dos casos de hiponatremia nos esportes de endurance ultraendurance em conseqüência do recomendado. (Porcel et al., 2004)

 Classificada como um distúrbio eletrolítico que resulta na queda anormal da concentração plasmática normal de sódio (de 138 a 142 mEq/L.), para valores abaixo de 135 mEq/L (JOHNSON, 2000), tem caráter assintomático, e é de difícil detecção, pondo em risco a saúde dos praticantes de exercícios físicos. Isso porquê o esforço físico promove uma quebra da homoestasia - processo de regulação pelo qual um organismo mantém constante o equilíbrio das diversas funções e composições químicas - Walter Cannon 1871-1945) e a reposição hídrica isolada não é suficiente para manter um indivíduo em equilíbrio hidroeletrolítico. NOTA: Em geral, nos líquidos do organismo os eletrólitos são considerados em termos de miliequivalentes por litro (mEq/l). Esta deficiência reflete de algumas maneiras: confusão mental, desorientação, fadiga, falta de ar, fala confusa, -agravando à medida que evolui e podendo gerar o quadro de edema pulmonar e ao óbito (BORSATTO; SPINELLI, 2007)

Durante a realização de exercícios, devido ao aumento da atividade muscular, há uma elevada produção de calor no organismo, contrabalanceada pela secreção de suor, e é através deste que ocorre a perca de eletrólitos e de água. O sódio é o principal componente eletrolítico do meio extracelular (MARINS; DANTAS; NAVARRO, 2003), e a diminuição da concentração de sódio e outros compostos gera o quadro de hiponatremia, podendo também ser ocasionada por reposição hídrica com líquidos deficientes em sais e minerais. 
   Contudo, para o esporte de alta performance, estudos mais detalhados sobre a influencia fisiológica durante a prática ainda requerem mais estudos (LIMA; MICHELS; AMORIM, 2007).

Pautei o vídeo de divulgação da emissora Globo, contanto a história épica de superação física da atleta maratonista Gabrielle Andersen como exemplo do quão agressivo é o estado de desidratação. Como público, ficamos maravilhados e valorizamos os esforços de superação, mas o risco ao qual Gabrielle, e certamente tantos outros atletas já se expuseram é extremamente alto.

     A desidratação e hiponatremia podem gerar o colapso associado ao exercício definido como a incapacidade de caminhar sem auxílio, com ou sem exaustão, náuseas, vômitos ou cãibras. (HOLTZHAUSE & NOAKES, 1997; O'CONNER E COL., 2003 apud SALLIS, 2005 p.1/2).
    A hiponatremia é incomum em provas com duração inferior a 4 horas e mais freqüentes em provas com permanência acima de 8 horas (CORRÊA, 2005), bem como em exercícios de longa duração e com reposição de muitos líquidos com baixa concentração de sódio, percebe-se a ocorrência de hiponatremia, que associada à desidratação durante uma prova, compreende a necessidade de atendimento médico para os atletas, em geral, após a reidratação oral os sintomas desaparecem. É necessário fazer a suplementação com sódio quando há grandes perdas na transpiração e quando um volume grande de fluídos é consumido (MAUGHAN; BURKE, 2004).

Riscos da hiponatremia
Saber reconhecer os sinais e sintomas é essencial no prévio tratamento.
  Para nós, montanhistas e praticantes de atividades outdoor, é importantíssimo a atenção aos detalhes, "a hiponatremia pode ocorrer em eventos longos que possam durar alguns dias e isso pode ocorrer devido ao stress crônico, pela perca de suor durante um longo período de exercício, junto a situações ambientais desconfortáveis como calor e umidade, e ainda uma baixa ingestão de sódio e outros sais e minerais na dieta (MARINS, 1998)."
 Existe a recomendação de uso de substâncias eletrolíticas quando a atividade ou exercícios são de intensidade, duração e estado de desidratação elevados, devendo guardar segurança para não haver exagero na ingesta.
  

Seguem algumas dicas saudáveis de repositores naturais.
Repositor de kiwi (1 Litro)

Kiwi - 100 g (3 unidades)
Mel – 9 ml
Sal 1,14 g (1colher de café rasa)
1 litro de água
Repositor de maracujá (1 Litro)

Suco de maracujá - 50 ml
(1/4 copo de requeijão)
Mel – 12 ml
Sal 1,14 g (1colher de café rasa)
1 litro de Água
Repositor de uva (1Litro)

Suco de uva integral – 100 ml
(1/2 copo de requeijão)
Mel - 8,4 ml
Sal - 1,14g (colher de café rasa)
1 litro de Água
Repositor de laranja (1 Litro)

Suco de laranja - 200 ml
(1 copo de requeijão)
Mel – 8 ml
Sal 1,14 g (1colher de café rasa)
1 litro de Água

Repositor de abacaxi (1 Litro)

Suco de abacaxi - 150 ml
(1 xícara de chá “quase cheia”)
Mel – 9 ml
Sal 1,14 g (1colher de café rasa)
1 litro de água


Repositor de limão (1 Litro)

Limão - 60ml ( suco de 1 limão)
Mel – 11 ml
Sal 1,14 g (1 colher de café rasa)
1 litro de Água

- BORSATTO, J. E.; SPINELLI, N.C. Atletas de endurance e ultraendurance - uma investigação sobre efeitos da hiponatremia. Revista de Educação Física n. 139, p. 50-57, 2007.
- MARINS, J. C. B. Acidentes termorregulatórios associados ao calor e a atividade física. Rev. Min. Educ. Fís., Viçosa, 6 (1): 5 – 17, 1998.
- MARINS, J. C. B.; DANTAS, E. H. M e NAVARRO, S. Z. Diferentes tipos de hidratação durante o exercício prolongado e sua influência sobre o sódio plasmático. Rev. Brás. Ciên. E Mov. Brasília v.11, n. 1 p. 13 – 22, jan. 2003.
- McARDLE, Willian D.; KATCH, Frank I.; KATCH, Victor L. Nutrição para o Desporto e o Exercício, Rio de Janeiro, Editora Guanabara Koogan, 2001.
- MURRAY, B; EICHNER, E.R E STOFAN, J. Hiponatremia em atletas. Gatorade Sportes Science Institute. v. 16, n. 1, abr/mai/jun, 2003. 
 -PEREIRA, L.O.; MARQUEZI, M. L. e LACHA JUNIOR, A. H. Reposição Hídrica In: LANCHA JUNIOR, A. H. Nutrição e metabolismo aplicados à atividade motora. 1ª ed. São Paulo: Editora Atheneu, 2004: 95 – 130.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário, opiniões são bem-vindas quando somam ao esforço de melhorar.