Translation

Blogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks
Powered By google

Treinamento



MAXIMIZE SUA EXPERIÊNCIA NA MONTANHA!

Planilhas de treinamento para ascensão à alta-montanha.

A aventura em ambiente natural extremo é atrativa e cada vez mais pessoas se dispõe a praticá-la, a exigência de uma preparação física, psicológica, técnica e logística se faz necessária.Para tal, Edge Bergsteiger, como educador físico, faz parte de uma equipe multidisciplinar que disponibiliza suporte e acompanhamento para maximizar a experiência que é escalar uma alta montanha. 
A prática regular de exercícios físicos resulta em muitos benefícios ao indivíduo, e esta é a base para fortalecer o corpo e a mente quando o interesse é ampliar o horizonte, com o intuído de presenciar uma bela e cativante experiência percorrendo encostas e vales íngremes ou literalmente elevar nos níveis dos desafios pessoais.
É importante salientar que o sucesso de uma expedição depende de múltiplos fatores, no que compete a ao estado físico do indivíduo estes vão desde a preparação pré-expedição, passando pelo período de aclimatação – adaptação do organismo em ambiente de montanha – e o retorno seguro ao lar, este é o verdadeiro cume a ser alcançado.

PREPARAÇÃO FÍSICA
Antes de iniciar quaisquer tipos de treinamentos é fundamental a realização de uma avaliação médica para saber como está a sua saúde, e uma avaliação das atuais condições físicas, pois além dos treinamentos, o seu organismo será muito exigido devido a exposição do corpo em um ambiente natural de alta montanha.
O delineamento das bases de treinamento segue, como referência, os resultados advindos de uma avaliação física pormenorizada, servindo de referência o condicionamento cardiorrespiratório, a força e resistência muscular e flexibilidade.

Resistência Aeróbica? Anaeróbica? Como assim?

Resistencia aeróbica
A capacidade de um indivíduo em manter o trekking de aproximação à montanha, caminhando por horas é um exemplo da conhecida resistência aeróbica. Consiste além de diversas outras mudanças fisiológicas positivas, a melhora na eficiência cardiocirculatória, ou seja, melhoria da circulação sanguínea, acompanhada da melhoria do aparelho respiratório, promovendo uma eficiente troca de gases dentro dos pulmões.
Esta capacidade poderá ser desenvolvida e/ou aperfeiçoada diretamente relacionada à atividade de trekking, através de caminhadas e/ou corridas na rua, parque ou em trilhas ou indiretamente por meio de outras opções como; ciclismo, natação ou remo; estas modalidades poderão ser utilizadas como alternativa dentro de um planejamento de treino evitando recarregar articulações dos tornozelos, joelhos e quadril.

Resistencia Anaeróbica
Com um conceito aproximado ao descrito acima, a capacidade de o indivíduo em manter suas atividades em ambiente de montanha, com elevada altitude é o exemplo da resistência anaeróbia, ou seja, resistir em ambiente onde a promoção de oxigênio é restrita. Importante durante todo o período de ascensão e preparação para o tão desejado cume e regresso seguro.

Força e resistência muscular
Quando se pensa em força imagina-se mover grandes cargas, o que faz parte do conceito parcial, o treinamento destas valências físicas é fundamental na prevenção de lesões, aumentando a performance e no caso do montanhismo elevando a resistência às sobrecargas (mochila e equipamentos).
A avaliação física e funcional é imprescindível para a identificação e correção de desequilíbrios e fraquezas musculares. Deve ser direcionado o trabalho de fortalecimento do “core” região de equilíbrio corporal que envolve abdômen, lombar e quadril com exercícios específicos, utilizando pesos livres, cabos, elásticos, bolas, aparelhos de musculação e a pratica de caminhadas portando mochila com pesos.
A resistência muscular se dará com a repetição dos exercícios de maneira gradual e progressiva, respeitando o corpo, aprendendo através dele.

Flexibilidade
Os alongamentos além de melhorar a flexibilidade, auxilia na prevenção de lesões e desconfortos musculares durante ou após as sessões de treino ou as atividades de escalada. Atua também auxiliando no equilíbrio muscular e se dá pela capacidade de um indivíduo em realizar determinado ação motora em uma certa amplitude de movimento.

Basicamente o treino será direcionado utilizando estas referências, logicamente o treinamento mental é indispensável. Fortalecer a mente e o corpo para alcançar todos os objetivos.

Bons treinos e boas expedições!

Edge Bergsteiger - Montanhista
Confef/Cref 028480-G/MG // FEMEMG – 0008
 
Período pré-expedição
Nº de planilhas de treino
Dias de treinamento
Investimento
De 1 a 3 meses
2 planilhas
4 dias/semana
A COMBINAR
De 4 a 6 meses
4 planilhas
De 3 a 5 dias/semana
A COMBINAR
De 7 a 9 meses
6 planilhas
De 4 a 6 dias/semana
A COMBINAR

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário, opiniões são bem-vindas quando somam ao esforço de melhorar.