Translation

Blogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks
Powered By google

domingo, 13 de novembro de 2011

Cerro Chaltén - Torre Egger - Irresistível Desafio + Cerro Chalten - Torre Egger - Irresistible Challenge


Quando pensamos em patagônia, recoramos de desertos de sal, ventos congelantes e pináculos de granito rasgando o céu. Entre a argentina e o chile, a oeste de Cerro Chaltén encontramos a Torre Egger, culminando a 2850 de neve, gelo e rochas.
Seu nome é uma homenagem a Toni Egger*, um alpinista austríaco, que faleceu em 1959, durante a escalada do Cerro Torre na expedição de Cesare Maestri.

A Torre Egger faz parte de uma formação de pináculos, estando entre o Cerro Torre, o de maior elevação e o Cerro Stanhardt. O Egger se destaca pelo gigantesco cogumelo de gelo no cume. Existiram muitas tentativas de escala-la, no entatanto varias foram as desistências devido ao clima rigoroso, exposição constante a detritos como rochas e gelo que se desprendem das encostas. Existem cinco rotas, todas de difícil progressao.

A face Leste da Torre Egger tem sua primeira ascensão registrada a 22 de fevereiro de 1976, onde os escaladores norte-americanos John Bragg, Jim Donini e Jay Wilson, através da aresta Sudeste, conta com quatro rotas: a Italiana de 1980 (De Donà e Giongo), Psycho Vertical (Jeglic, Karo e Knez, 1986), Titanic 87 (Giarolli e Orlandi, 1987) e Badlands (Anker, Gerberding e Smith, 1994).
No ano de 2002 Tim O’Neill e Nathan Martin, experientes e ousados escaladores norte-americanos conquistaram uma variante na face leste da Torre Egger. Essa nova variante apresenta dez cordadas, inicia pela Via Italiana – Face Leste; seguindo ate a Via Titanic 87, por oito novas enfiadas, através dos quais chegaram ao cume. No total, são 32 cordadas com dificuldades de 6b+ 5.11 A2 WI 6, 950m (a sigla WI é a graduação para escalada em gelo de fusão), sendo concluida em dois dias e meio e em estilo alpino, a segunda da mesma maneira na Torre Egger, depois de De Doná e Giongo. A escalada precisou ser abortada em várias ocasiões devido ao mal tempo, uma característica bem particular da Patagônia.