Translation

Blogger Tips And Tricks|Latest Tips For BloggersFree BacklinksBlogger Tips And Tricks
Powered By google

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Projeto Leopardo das Neves - Snezhny Bars “Conquistador das Montanhas...” - Parte I




Se eu disser: - Rússia.
Você pensa em: - Sputnik, 9 fusos horários, bebidas alcoólicas, "selfs" insanas e frio extremo?

Bem... Podem até ser estes os primeiros pensamentos mas, além de uma história política e cultural realmente marcantes este é o lar de um povo extremamente forte física e mentalmente, além de ousados. E claro, nosso assunto aqui é montanhismo... como reflexo destas características, ao longo de tantos anos conquistas expressivas relacionadas às montanhas não poderiam deixar de fazer parte da história russa.

Porquê Leopardo das Neves?



Há pouca informação a respeito desse animal solitário, pode ser encontrado em pelo menos 12 países, raramente é visto pelos humanos pois, além de uma excelente camuflagem natural seu território é bem grande e suas presas, carneiros-selvagens ou cabras, são escassas nas montanhas. Geralmente estão associados com ambientes áridos e semi-áridos. Sabe-se que habitam zonas alpinas e sub-alpinas sendo encontrados em altitudes acima de 3.000 metros, a pelagem espessa proporciona proteção ideal contra o frio e as patas enormes e peludas permitem que ele se movimente de forma ágil e veloz mesmo em camadas fundas de neve. No relevo montanhoso o leopardo-das-neves pode saltar distâncias de até 15 metros de um penhasco a outro, mesmo pesando entre 27 e 45 quilos nos seus 60 centímetros de altura e 2 metros de comprimento.

  O projeto
Fazendo uma alusão ao Leopardo-das-Neves (Uncia uncia) o “Projeto Leopardo das Neves” (russo: “Snezhny Bars”) foi idealizado por Ratzik no ano de 1956, com a finalidade de homenagear alpinistas que lograssem êxito em expedições às montanhas com mais de 7.000 metros de altitude da Rússia (antiga União das Repúblicas Socialistas Soviética).

A premiação tornou-se oficial apenas em 1967 em razão da comemoração dos 50 anos da Revolução de Outubro (ref. Hist.: revolução comunista russa de 1917, que resultou em 1922 da criação da União Soviética) e o intuito desta oficialização foi incrementar os ideais revolucionários e engrandecer o orgulho soviético. Para tal, aqueles que completassem o desafio receberiam uma medalha e o pomposo título de “Conquistador das Montanhas Mais Altas da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas”.

Vladmir Shataev - O curador
Montanhista, nascido em 1937 e com conquistas expressivas em alta montanha como Annapurna Sul, Everest, e Pharilapcha, foi durante muitos anos da Federação Russa de Montanhismo e Secretário da Federação de Montanhismo da Rússia, sendo também chefe da Associação Euro-Asiática de Alpinismo. Após conquistar o título de "Leopardo das Neves", passou a colecionar dados e informações sobre o programa, elaborando uma listagem de montanhistas que o concluíram e emitindo certificados para os novos conquistadores.

O primeiro alpinista a se tornar um  “Leopardo das Neves” foi Evgeny Ivanov de Moscou em 1961. Segundo a Federação Russa de Alpinismo até 2015 aproximadamente 644 alpinistas haviam completado o projeto (muitos a versão de 4 montanhas, alguns a de 5). Há apenas raros ocidentais presentes na lista, sendo a maior parte conquistadores de nacionalidade russa.

Os Atuais Leopardos
Surpreendentemente no ano de 2016 o alpinista russo Andrzej Bargiel completou o Projeto Leopardo das Neves em impressionantes 30 dias, superando a marca de 42 dias dos alpinistas Denis Urubko e Andrew Molotov.


25.07.91 Lenin pico, via normal
13.08.91 comunismo pico, cume sudoeste, 5B 
18.08.91 Korzhenevskaya pico, cume sudoeste, 5B
27.08.91 Pobeda pico, Pobeda Oeste, 5B
29.08.91 Khan Tengri, face sudoeste, 5А
(1991 sobe info: Vladimir Shataev)


Esta temporada Andrzej subiu:
2016/07/16 Pico Lenin, com descida de esqui
2016/07/25 Pico Korzhenevskaya (em 8 horas e 40 min), e descida de esqui.
2016/08/02 Pico Comunismo, com descida de esqui
2016/10/08 Pico Khan Tengri, com ascendência parcialmente ski
2016/08/14 Pico Pobeda, com descida de esqui

MONTANHAS  DO PROGRAMA:
- Ismail Samani (Pik Kommunizma) 7495m (Pamir, Tadjiquistão)
- Jengish Chokusu (Pik Pobeda/Pobedy) 7439m (Tien Shan, Quirguízia)
- Ibn Sina (Pik Lenin/Lenina) 7134m (Pamir, Quirguízia/Tadjiquistão)
- Pik Korzhenevskaya 7105m (Pamir, Tadjiquistão)
- Khan Tengri 7010m (Tien Shan, Kazaquistão/Quirguízia)

Os dados ainda são atualizados pela Federação Russa e estão disponíveis no site Russian Climb, contendo um acervo interessante de informações.
A lista completa com maiores detalhes está no link Leopardo das Neves.

Algumas curiosidades da lista:
1961 – Primeiro a concluir o programa – Evgeny Ivanov
1966 – Primeiros a subir todos os 7000 – Kirill Kuzmin e Valentin Bozhukov
1970 – Primeira mulher – Ludmila Agranovskaya
1972 – Primeiro casal – Valery Bezzubkin e Rozalia Bezzubkina
1978 – Primeiro a concluir por duas vezes o programa – Boris Studenin
1985 – Primeiros estrangeiros – William Garner e Randall Starrett II (USA)
1985 – Primeiros irmãos juntos – Serguey & Gennady Bogomolov
1986 – Mais jovem leopardo (22 anos) – Andrey Tselishev
1988 – Primeira mulher a concluir duas vezes – Elvira Nasonova
1991 – Primeiros em uma só temporada – Malik Ismetov, Serguey Gritsuk, Valery Khrishchaty e Vladimir Suviga
1991 – Mulher com mais títulos (Três Vezes) – Elvira Nasonova
1997 – Primeira mulher ocidental – Brigitte Meloni (FRA)
1997 – Mais velho leopardo (58 anos) – Lev Sarkisov
1999 – Conclusão mais rápida do programa (42 dias) – Denis Urubko e Serguey Molotov
2004 – Homem com mais títulos (9x) – Boris Korshunov

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário, opiniões são bem-vindas quando somam ao esforço de melhorar.